DEPRESSÃO EM PACIENTES COM ESCLEROSE LATERAL AMIOTRÓFICA: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36692/V16N1-8R

Resumo

Introdução: A Esclerose Lateral Amiotrófica - ELA é um distúrbio degenerativo, progressivo, caracterizada por perda dos neurônios motores superiores e inferiores. O diagnóstico de ELA, pode gerar reações psicológicas, como a ansiedade, depressão, estresse e desesperança, uma vez que há um impacto significativo na qualidade de vida dos pacientes e de seus familiares. Objetivo: Analisar na literatura científica, pesquisas acerca da relação entre a depressão e a Esclerose Lateral Amiotrófica. Metodologia:A pesquisa foi realizada no mês de Agosto de 2023. A questão norteadora do estudo foi: Qual a relação entre a depressão e a Esclerose Lateral Amiotrófica? Para responder tal questionamento, a busca dos manuscritos foi realizada via internet nas bases de dados PubMed (National Library of Medicine) e BVS (Biblioteca Virtual em Saúde). Foram utilizados os descritores: Depressão; Paciente; Esclerose Lateral Amiotrófica, extraídos dos Descritores em Ciências da Saúde (DeCS) e do Medical Subject Headings (MeSH), utilizando o operador booleano AND. Resultados: Após critérios de inclusão e exclusão, 5 artigos foram elegíveis para o estudo, sendo publicados nos anos de 2017, 2019, 2021 e 2022.  A piora progressiva em pacientes com ELA causa dor, depressão e ansiedade e tem efeitos significativos nos domínios físicos e psicológicos. A qualidade de vida está diretamente relacionada à evolução clínica da doença, o que gera distúrbios do humor em seu avanço. Conclusão: A depressão está diretamente relacionada a ELA por ser esta uma doença limitante em seu avanço. A melhor qualidade de vida é fundamental, para se alcançar resultados satisfatórios no decorrer da doença.

Downloads

Publicado

2024-02-14

Edição

Seção

Artigo de Revisão