DISTÚRBIOS HIPERTENSIVOS DURANTE A GESTAÇÃO E COMPROMETIMENTO COGNITIVO MAIS TARDE NA VIDA: UMA REVISÃO NARRATIVA

Autores

  • Nathália Brígida de Oliveira Faculdade de Minas de Belo Horizonte
  • Guilherme Nobre Nogueira UFC - UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ
  • Emanuela Freire Caetano Davi Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Carla Karnoski Centro Universitário Assis Gurgacz
  • Icaro Bertechini Soler Lopes Pontifícia Universidade Católica do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.36692/V16N1-3R

Resumo

Estudos atuais associam distúrbios hipertensivos gestacionais (DHG), com comprometimento cognitivo, demências e lesões da substância branca. Resultado de acidente vascular cerebral (AVC) ou de lesão cerebral microvascular em doenças de pequenos vasos – fator observado em mulheres anos após pré-eclâmpsia. Investigar a associação entre os distúrbios hipertensivos gestacionais e comprometimento cognitivo a longo prazo. Revisão narrativa da literatura utilizando as bases de dados PubMed e ScienceDirect. Realizada pesquisa por meio dos descritores DeCS/MeSH “Hypertensive disorders during pregnancy”, “Cognition” e "Dementia” no período de 2018 a 2023. Em 8 dos 10 estudos selecionados para compor este trabalho, dispuseram positivamente sobre a correlação entre a eventos hipertensivos durante a gestação e perda cognitiva ao longo da vida, apresentando risco mais elevado para demência vascular. A análise dos estudos longitudinais revela um aumento estatisticamente relevante de demências e prejuízos cognitivos em mulheres que apresentaram DGH em relação às mulheres com gestações normotensas predominantemente em demências vasculares  de início precoce, além de aumento do risco de outros distúrbios e comorbidades. Efeitos sob a doença de Alzheimer (DA) e demais demências se apresentam modestos ou estatisticamente irrelevantes nos estudos analisados. Casos clínicos de DGH mostram grande relevância para impactos de distúrbios neurocognitivos posteriores, em especial a demência vascular. Devido à limitada quantidade de estudos existentes, se vê a necessidade de mais estudos para investigar o perfil clínico, fatores de influência e aumento do risco de demências vasculares e DA.

Downloads

Publicado

2024-02-03

Edição

Seção

Artigo de Revisão