VARIABILIDADE TEMPORAL DA INSEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL NO BRASIL: ANÁLISE DE PESQUISAS NACIONAIS ENTRE OS ANOS DE 2013 E 2022

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36692/V16N1-13

Resumo

Introdução. Objetivo. Identificar a evolução temporal de IAN e seus níveis na população brasileira por meio de inquéritos epidemiológicos entre os anos de 2013 e 2022. Métodos. Foi realizada uma pesquisa com dados secundários de quatro inquéritos epidemiológicos, realizados entre os anos de 2013 e 2022. Os inquéritos avaliaram domicílios brasileiros e identificaram a presença da IAN nutricional por meio da Escala Brasileira de IAN. Dados em percentuais foram coletados, assim como a variação temporal foi calculada. A sua normalidade foi testada e posteriormente as frequências foram comparadas pelo teste de x²-quadrado e p < 0,05 foi considerado. Resultados. A IAN no país alcançou amplitudes entre 17,1% e 78,6%, 7,7% e 36,4%, e 5,1% a 54,4% nas formas leve, moderada e grave, respectivamente. A maior taxa de IAN grave ocorreu entre os anos de 2020 e 2022, na região Norte. Também se observou uma variação temporal positiva para a IAN. Por outro lado, o estado de segurança alimentar e nutricional reduziu ao longo dos anos tantos nas regiões urbanas e rural do Brasil. Conclusão. A IAN é problema grave que afeta o Brasil, e sua ocorrência apresentou aumento ao longo dos anos.

Downloads

Publicado

2024-03-04

Edição

Seção

Artigo Original