A IMPORTÂNCIA DA EQUIPE MULTIDISCIPLINAR NO TRATAMENTO DA SAÚDE BUCAL DE PACIENTES ONCOLÓGICOS HOSPITALIZADOS

Autores

  • Waléria Pinheiro de Araújo
  • Maria Taywri Almeida Costa
  • Karen Gonçalves da Silva
  • Kevin Henri Vieira Souza
  • Lara Cristina Cipriano de Carvalho
  • Pedro dos Santos Anjo e Aguero
  • Artur Moreira da Silva
  • Penélope Danieli Sorio
  • Nayane Marques Cardoso
  • Rosângela da Conceição Pereira Santos
  • Dayana Nogueira dos Santos
  • Viviany de Oliveira Silva
  • Caíque Pereira da Silva
  • Ângelo Gaia Sousa

DOI:

https://doi.org/10.36692/V16N1-11R

Resumo

Introdução: A crescente incidência de câncer no Brasil destaca a necessidade de uma abordagem multidisciplinar aos pacientes oncológicos. Este artigo explora a importância frequentemente negligenciada da saúde bucal no tratamento hospitalar do câncer. Objetivo: Examinar a relevância de uma abordagem multidisciplinar para o manejo da saúde bucal de pacientes oncológicos hospitalizados, levando em consideração os desafios, os efeitos colaterais e o papel do dentista. Metodologia: Com base em revisão de literatura recente, foi utilizada uma metodologia sistemática e transparente para o estudo utilizando palavras-chave alinhadas com vocabulário controlado (DECS). Incluímos estudos dos últimos 5 anos em português que estavam disponíveis em bases de dados confiáveis como PubMed e Google Scholar. Resultados: Complicações orais como mucosite oral, xerostomia e infecções afetam a qualidade de vida. A pesquisa mostrou que os programas interdisciplinares são eficazes na minimização dos efeitos colaterais e no aumento da colaboração interprofissional. Discussão: Negligenciar a higiene bucal afeta a qualidade do tratamento oncológico. Uma abordagem multidisciplinar vai além da colaboração. É uma revolução necessária na medicina. A frequência de complicações destaca a urgência de novos paradigmas e programas de prevenção para impactar positivamente o tratamento do cancro. Conclusão: A saúde oral é fundamental para os esforços oncológicos e requer uma mudança cultural nas abordagens de tratamento. As equipes multidisciplinares não são apenas uma reflexão tardia, elas são a espinha dorsal do tratamento. Este artigo destaca a importância de destacar a saúde bucal como parte integrante e redefinir padrões de excelência no tratamento do câncer.

Downloads

Publicado

2024-02-01

Edição

Seção

Artigo de Revisão