PERCEÇÕES DE MÃES PUÉRPERAS ACERCA DO EXAME DE TRIAGEM OFTALMOLÓGICA

Autores

  • Rene Ferreira da Silva Junior
  • Simone Guimarães Teixeira Souto
  • Sueli Antunes Aquino Cardoso Gonçalves
  • Fernandez Fonseca Almeida
  • Sarah de Moraes Alves
  • Veronica Isabel Veloso Fonseca Antunes
  • Edna de Freitas Gomes Ruas
  • Mariany Lara Rocha Lomes
  • Cristiano Leonardo de Oliveira Dias
  • Adélia Dayane Guimarães Fonseca
  • Patrícia Fernandes do Prado
  • Simone Queiroz Cordeiro
  • Valdira Vieira de Oliveira
  • Victor Guilherme Pereira
  • Valéria de Souza Correa

DOI:

https://doi.org/10.36692/V16N1-10

Resumo

Objetivo: conhecer as percepções de mães puérperas acerca do exame de triagem oftalmológica. Métodos: estudo exploratório de abordagem qualitativa realizado com mães puérperas residentes em um município localizado no norte de Minas Gerais – Brasil na área de abrangência de uma unidade básica de saúde. Foram realizadas entrevistas com as puérperas nos domicílios por meio de um roteiro semiestruturado, os dados foram transcritos na íntegra e analisados por meio da análise de conteúdo.  Resultados: as mães apresentaram comprometimento significativo em relação aos conhecimentos sobre o teste, o que em alguns casos, comprometeu também a realização do exame, podendo acarretar desfechos negativos em relação a saúde do recém-nascido. Houve comprometimento também em relação ao processo educativo das puérperas durante os contatos com os profissionais de saúde, seja no pré-natal ou puericultura. Conclusão: as percepções das mães puérperas acerca do exame foram significativamente limitantes, a maioria das mães não possuía conhecimento mínimo quanto ao exame. 

Downloads

Publicado

2024-02-01

Edição

Seção

Artigo Original