MORDIDA ABERTA ANTERIOR: ETIOLOGIA E TRATAMENTO REVISÃO DE LITERATURA

Autores

  • Valeska Paulino da Silva
  • Leandro Rodrigues de Sena
  • Juliana Almeida Costa
  • Beatriz Souza Caxa
  • Daniela Neres Moita
  • Ana Cláudia Barbosa Jucá Parente
  • Luiz Filipe Barbosa Martins
  • Ranyele Elis Alexandre Rodrigues
  • Glayce Maria Serra Lima
  • Dáffyne Kelly Silva Costa

DOI:

https://doi.org/10.36692/V16N1-22R

Resumo

A mordida aberta anterior (MAA) é caracterizada pela falta de contato dos dentes na região anterior. É extremamente importante saber sua etiologia, já que muitas vezes é uma condição multifatorial associada a hábitos deletérios como o de sucção, padrão de crescimento vertical, função respiratória alterada, postura da língua, deglutição atípica dentre outras. É fundamental que a mordida aberta anterior seja diagnosticada e tratada precocemente, e que sejam identificados os hábitos deletérios associados a sua etiologia. Desta forma prevenimos alterações esqueléticas de crescimento decorrentes desta condição. O tratamento precoce da MAA melhora significativamente a qualidade de vida dos pacientes como: a ingestão e mastigação dos alimentos, a fala, a respiração, a estética e o correto funcionamento do sistema estomatognático. Esta revisão da literatura tem por objetivo abordar os fatores associados a etiologia da MAA bem como as diferentes possibilidades de tratamento. 

Downloads

Publicado

2024-03-01

Edição

Seção

Artigo de Revisão