AVALIAÇÃO DA QUALIDADE E PREVALÊNCIA DO ALEITAMENTO MATERNO EXCLUSIVO NO ESTADO DO PARÁ POR MEIO DO SISVAN-WEB, NO PERÍODO DE 2015 A 2019

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36692/V16N2-41

Resumo

Objetivos: avaliar a qualidade e identificar a prevalência do aleitamento materno exclusivo (AME), no estado do Pará, entre 2015 a 2019. Métodos: Estudo transversal, quantitativo e retrospectivo, desenvolvido através de dados secundários de crianças cadastradas no Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional, por meio de relatórios de marcadores de consumo alimentar. Para a seleção dos dados utilizou-se as variáveis: consumo alimentar, estado do Pará, total de crianças menores de 6 meses, AME e ano de referência de 2015 a 2019. Devido ao domínio público dos dados utilizados, dispensou-se o parecer do Comitê de Ética em Pesquisa. A qualidade do AME foi classificada de acordo com a Word Health Organization. Utilizou-se o software Bioestat versão 5.0 e aplicou-se o teste qui-quadrado, com nível de significância de 5%. Resultados: Analisou-se um total de n=8.636 crianças, com prevalência de 70% de AME, classificando-se em “Bom”. Nos anos de 2015 a 2019, a prevalência foi 72%, 71%, 77%, 65% e 64% respectivamente, sem diferença estatisticamente significativa. Conclusões: O AME no Pará apresentou indicadores de qualidade acima da média nacional e da Região Norte, no entanto, ainda não estão entre os índices preconizados. Além disso, a qualidade do AME nos anos avaliados permaneceu no índice considerado bom.

Downloads

Publicado

2024-06-03

Edição

Seção

Artigo Original