UTILIZAÇÃO DE DROGAS VASOATIVAS EM UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA: UMA REVISÃO FARMACOCINÉTICA E FARMACODINÂMICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36692/V16N2-71R

Resumo

Este trabalho realiza uma revisão aprofundada sobre a utilização de drogas vasoativas, particularmente os Inibidores da Enzima Conversora da Angiotensina (IECA) como captopril, enalapril e nitroprussiato de sódio, nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Discutem-se detalhadamente suas características farmacocinéticas e farmacodinâmicas, bem como seus papéis fundamentais no tratamento de emergências hipertensivas, insuficiência cardíaca e doença renal crônica. Dada a complexidade da condição de muitos pacientes em UTI, é destacada a importância de um entendimento sólido dos mecanismos de ação, metabolização e excreção dessas drogas vasoativas, visando otimizar seus efeitos terapêuticos e mitigar potenciais efeitos adversos. O estudo sublinha o papel fundamental desses medicamentos na manutenção da estabilidade hemodinâmica e na melhoria do prognóstico de pacientes críticos, ressaltando a necessidade de um uso criterioso e baseado em evidências dessas drogas nas UTIs.

Downloads

Publicado

2024-06-05

Edição

Seção

Artigo de Revisão