A IMPORTÂNCIA DA DETECÇÃO PRECOCE DE COMPLICAÇÕES OCULARES EM PACIENTES DIABÉTICOS: ESTRATÉGIAS DE RASTREAMENTO E INTERVENÇÃO

Autores

  • Lais Ponte Pimentel

DOI:

https://doi.org/10.36692/V16N2-52R

Resumo

O diabetes mellitus se configura como uma doença crônica sistêmica que afeta diversos órgãos e sistemas do corpo, incluindo as partes oculares. A retinopatia diabética, uma das principais complicações oculares do diabetes, pode levar à cegueira irreversível, se não for diagnosticada e tratada precocemente.Compreendendo o Diabetes e seus Impactos nos Olhos:Níveis Elevados de Glicose: O diabetes descontrolado causa níveis elevados de glicose no sangue, que podem danificar os vasos sanguíneos da retina, o tecido sensível à luz na parte posterior do olho.Danos vasculares e acúmulo de líquidos,como danos podem levar ao estreitamento, obstrução ou vazamento dos vasos sanguíneos da retina, causando sangramento, acúmulo de líquido e degeneração da retina. A retinopatia diabética pode ser classificada em diferentes estágios, desde a retinopatia diabética não proliferativa, com microaneurismas e hemorragias, até a retinopatia diabética proliferativa, com crescimento anormal de novos vasos sanguíneos na retina.O diagnóstico precoce da retinopatia diabética é crucial para prevenir a progressão da doença e a perda de visão. Exames oftalmológicos regulares, pelo menos uma vez por ano em pacientes com diabetes tipo 1 e a partir do diagnóstico do diabetes tipo 2, permitem a identificação de sinais precoces da doença e a implementação de medidas de tratamento eficazes.

Downloads

Publicado

2024-04-01

Edição

Seção

Artigo de Revisão