AVALIAÇÃO DA PERCEPÇÃO E CONHECIMENTO TEÓRICO DOS PROFISSIONAIS FISIOTERAPEUTAS SOBRE A APLICAÇÃO DA ESCALA ICU MOBILITY SCALE

Autores

  • Estefanie Emiliano Santos e Silva Hospital Universitário João de Barros Barreto (HUJBB\ EBSERH), Belém-PA
  • Valeria Marques Ferreira Normando Universidade do Estado do Pará (UEPA), Belém- PA.
  • Nayan Leonardo Souza Lopes Mestre em Ensino e Saúde: Educação Médica – CESUPA. Bélem - PA
  • Luiz Euclides Coelho de Souza Filho Hospital Universitário João de Barros Barreto (HUJBB\ EBSERH), Belém-PA
  • Apio Ricardo Nazareth Dias Universidade do Estado do Pará (UEPA), Belém- PA

DOI:

https://doi.org/10.36692/V16N2-47

Resumo

Avaliar as percepções e conhecimentos dos fisioterapeutas de um hospital de ensino na aplicação da escala ICU Mobility Scale. A Pesquisa observacional transversal qualitativa, tendo como participantes 12 fisioterapeutas que atuam em Unidade de Terapia Intensiva de um Hospital Universitário de Belém-PA. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Universitário João de Barros Barreto (Parecer nº 5.600.668) a coleta de dados foi realizada através de um formulário de pesquisa elaborado pelos pesquisadores, baseada pelo método Likert. A análise foi feita a partir do nível de concordância às afirmações contidas no formulário, sendo os resultados expressos em frequências e porcentagens. Observou-se que a maioria dos participantes discorda da afirmação de que a escala é de fácil aplicação: 5 (41%) discordam completamente e 3 (25%) discordam parcialmente. Houve discordância da afirmação de que não há necessidade de treinamento para ultilizar 5 (41%) discordam totalmente e 4 (33%) discordam parcialmente. Sugere-se a necessidade de treinamentos específicos para qualificar os profissionais, e aprimorar o seu conhecimento sobre a escala.

 

Downloads

Publicado

2024-06-05

Edição

Seção

Artigo Original