SULFATO DE MAGNÉSIO PARA EXACERBAÇÃO DA ASMA INFANTIL: ANTIGO TRATAMENTO, NOVAS EVIDÊNCIAS

Autores

  • André Pessoa Silva de Bastos

DOI:

https://doi.org/10.36692/V16N2-96R

Resumo

Introdução: A asma é uma doença inflamatória crônica das vias aéreas, caracterizada por hiperresponsividade brônquica e limitação variável do fluxo aéreo muito frequentes na faixa etária pediatrica, as principais classes de medicamentos utilizados no tratamento da asma incluem beta-agonistas de curta e longa duração, corticosteroides inalatórios e sistêmicos, antileucotrienos e anticolinérgicos, sendo o sulfato de magnésio uma opção terapêutica adjuvante nas exacerbações graves. Metodologia: Foi realizada uma revisão integrativa nas bases de dados indexadas a Biblioteca Virtual da Saúde (BVS), usando como critério de inclusão artigos publicados no período de 2020 a 2024, nos idiomas inglês e espanhol, sendo selecionados 9 trabalhos.Resultados e discussão: Constatou-se que a administração tardia de sulfato de magnésio em crianças apresenta um superficial beneficio na redução da internação em unidades de terapia intensiva pediátricas e menor necessidade de Oxigenio suplementar, bem como atenuar a síndrome respiratória causada pelos pacientes com exacerbação de asma grave, porém, não são capazes de reduzir o período de hospitalização e não tem beneficio se associada a outras drogas broncodilatadoras e corticoesteroides de primeira linha de tratamento de forma precoce.Conclusão: O sulfato de magnésio deve ser administrado em pacientes pediátricos diante de um quadro de asma grave após o insucesso das terapias de primeira linha.

Downloads

Publicado

2024-06-18

Edição

Seção

Artigo de Revisão