USO DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL NA MEDICINA: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

Autores

  • Jose Sergio Macedo Coelho

DOI:

https://doi.org/10.36692/V16N2-89R

Resumo

Objetivo: Discutir o uso da Inteligência Artificial (IA) nas diversas especificidades médicas. Métodos: Trata-se de uma revisão integrativa de caráter descritivo e exploratório, realizada em junho de 2024. A pergunta norteadora foi baseada de acordo com os domínios da estratégia PEO, resultando em: “Como a IA é utilizada na medicina?” Diante disso, efetuou-se uma busca bibliográfica nas bases de dados: LILACS, IBECS e MEDLINE via BVS. Logo, selecionaram-se como descritores os DeCS e os MeSH, interligados pelo operador booleano AND. Isto posto, oito artigos científicos foram incluídos na amostra final da pesquisa. Resultados e Discussão: De acordo com as evidências científicas analisadas, a IA está sendo introduzida em diversas áreas da medicina, dentre elas: cardiologia, neurologia, radiologia, dermatologia, oftamologia, em que esta mostra-se promissora. Considerações finais: Verificou-se que a IA, com as suas diversas funções, minimiza eficazmente os riscos para os pacientes, melhora o desempenho global do processo médico (incluindo diagnóstico, prognóstico e tratamento), melhora a eficiência e ainda tem o potencial de reduzir a necessidade de testes diangósticos e das complicações pós-operatórias. Entretanto, são necessárias mais pesquisas com qualidade metodológica com o intuito de verificar de forma mais aprofundada acerca da utilização da IA na medicina.

Downloads

Publicado

2024-06-03

Edição

Seção

Artigo de Revisão